sexta-feira, 17 de outubro de 2008

chuva


sempre que chove sinto nostalgia, da-me vontade de me deixar dentro do carro, vendo somente as gotas caindo no vidro.
começa logo aquela sensação de choro sem motivo. a chuva faz-me isto.
dá vontade de ir ate à beira mar e ficar uma noite inteira a ver o céu e o mar, de observar como dois elementos tão grandiosos se interligam por algo tão pequeno como gotas.
lembro as noites de chuva, acompanhada por alguém, junto ao guincho, dentro do meu bolinhas e um belo saco de gomas, o que nos nos ria-mos nessas noites.
estas noites são sempre boas e propicias a estes momentos, de partilha e compreensão mutua.
o simples olhar nos olho de algum por quem temos carinho ( seja amoroso ou de pura amizade), juntamente com aquele som de agua a bater, e de ondas a rebentar...
gosto da chuva, faz com que pense em coisas que por norma não recordo. lembro amigos perdidos, desencontrados, presentes e nas pessoas que um dia ainda irei conhecer.
acho estes dias fantásticos para pensar na vida e no que queremos dela.
meus belos dias de chuva...

1 comentário:

bruno disse...

imagina o simples passeio de duas pessoas, sem se conhecerem, por exemplo nós, decidimos i rpassear pela praia, está um belo dia de sol,o mar calmo, a água bate solenemente nos nossos pés enquanto caminhamos pela praia, a brisa suavemente faz esvoaçar teus cabelos, como uma pena k teima em cair no chao, surgem as primeiras nuvens, ameaçando o doce sol k teima em torrar nosso corpo, eis então k num ápice, todo o céum fiac coberto de um manto cinzento,desejoso de começar a despejar a unica ocisa k sabe fazer..libertar as doces gotas de águas, elemento vital da vida..eis então k cai a primeira gota de água an tua face,como se fosse a primeira lágrima de alegria..começa então a cair as seguintes gotas, nossos corpos começam a ficar molhados, teu vestido branco, da paz, começa a ficar colado ao teu corpo denotando teu corpo de princesa,damos as maos nossos corpos se encostam um no outros, enquanto cada gota de agua cai em cima de nos transparecendo o nosso desejo.olhas me nos olhos,sorris e afastas me do teu corpo, começamos entao a correr como uns loucos pela praia ao som do vento e ao toque da chuva, de maos dadas parecemos dois gaiatos k ja nao se kerem largar como o bebe da chupeta...eis entao k a chuva molha nosso rosto gelado e cansado,mas feliz..nossos corpos juntam se novamente, complementando um ao outro, olho te nos olhos e num abraço perfeito sentimos o calor dos nossos corpos levitar nossa alma...haverá melhor sensação k um simples mas verdadeiro abraço de dois amigos????